Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Fundação Estadual do Meio Ambiente - FEAM

Bacia do Rio Paraopeba

PDFImprimirE-mail

minas trata esgoto

Plano para incremento do percentual de tratamento de esgotos sanitários

da Bacia do Rio Paraobepa

 

Parte I (Pdf 9.6 Mb)

Parte II (Pdf 8.6 Mb)

 

Nos moldes do projeto executado durante o ano de 2010 para a bacia hidrográfica do rio das Velhas – BHRV, submeteu-se a proposta de realização de trabalho similar para a bacia hidrográfica do rio Paraopeba – BHRP, em virtude de sua urgente necessidade e freqüente queda da qualidade de suas águas. Além disso, a BHRP é contígua à BHRV, o que é de grande interesse para continuidade do trabalho realizado na BHRV.

 

De acordo com dados do IGAM, os principais responsáveis pela degradação da BHRP são o lançamento de esgotamento sanitário e efluentes industriais nos cursos de água sem o tratamento adequado, além do uso e ocupação irregulares do solo nas áreas urbana e rural.

 

A metodologia adotada para a elaboração deste plano é constituída pelas etapas de “Diagnóstico”, “Prognóstico” e “Diretrizes Identificadas”. A etapa de “Diagnóstico” consistiu no levantamento de dados in loco para obtenção dos percentuais da população urbana atendida por coleta e tratamento dos esgotos sanitários e verificação das condições operacionais das Estações de Tratamento de Esgoto – ETE’s dos 48 municípios inseridos na BHRP.

 

Na etapa de “Prognóstico” foi realizada a identificação dos pontos chave ou inconformidades presentes nas ETE’s visitadas, e foi calculado o Índice de Qualidade dos Serviços de Esgotamento Sanitário Municipal – IQES para cada um dos municípios da bacia hidrográfica estudada. Os IQES’s dos municípios foram calculados somando-se os pesos obtidos nos seguintes indicadores: rede coletora, tratamento, operacionalidade das ETE’s, regularização ambiental, disposição final dos resíduos sólidos das ETE’s e análise adicional, que abrange o atendimento do município à DN N°128 de 2008, o direito ao recebimento do ICMS Ecológico e a apresentação do programa de monitoramento da ETE.

 

Finalmente, na etapa de “Diretrizes Identificadas”, são apontadas as possíveis diretrizes identificadas pela FEAM para melhoria da qualidade dos serviços de esgotamento sanitário da BHRP e, consequentemente, das águas da bacia.
Diante do estudo realizado, averiguou-se que a conjuntura atual dos serviços de esgotamento sanitário na BHRP é crítica de modo geral. Verificou-se que aproximadamente 73% dos municípios foram classificados com IQES “Ruim” e “Muito ruim”, o que corrobora com os resultados obtidos no “Diagnóstico” com relação à insuficiência de rede coletora e tratamento de esgoto, e à precariedade e ausência de regularização ambiental de algumas ETE’s.

 

Este plano foi apresentado na CTIG do CERH-MG em 16 de dezembro e na URC-Paraopeba em 19 de dezembro de 2011 como uma das ações do programa Minas Trata Esgoto da FEAM.

 

Mapa Diagnóstico Paraopeba

Mapa RM

Mapa Prognóstico Paraopeba

 

FEAM|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades